Dança

[...] Ali, mais ao fundo,
as emoções da vida viravam música.
A cada fragmento de emoção
correspondia uma nota musical,
de modo que,
às vezes, a música era grave,
às vezes, leve,
às vezes inclassificavelmente arrítmica, mas,
às vezes tão arrebatadora que
a única opção era dançar...

Comentários

  1. ... das entranhas surge o nobre cavalheiro: - a moça me concede esta dança?

    ResponderExcluir
  2. ... e porque não ceder aos passos e ao ritmo deste nobre cavalheiro...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Todos os comentários são de responsabilidade individual e não representam a opinião da autora do blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Sobre: Escrevendo coisas novas no blog

Uma carta na brisa para meu terapeuta (ou será para meu amigo)

Os Cavaleiros do Zodíaco - Cavaleiros de Bronze