Poema triste


faz minha cabeça
Eu escrevi um poema triste
Que falava de amor...
Sim dos amores impossíveis que rondam os povos da terra
Palavras insanas jorravam pelas páginas em branco
Sentimentos preenchiam cada linha freneticamente
Sem sentido...
As canções inundam meu quarto sórdido
Pensamentos atônitos que me conduzem
Ao desconhecido de mim mesma...
Ainda chove lá fora
E aqui dentro a noite é escura
E fria
Minhas mãos perdem o tato do teu rosto
Já não posso sentir teus olhos
Apagados na fotografia
Eu procuro retorno nesses passos infinitos
Perdidos no horizonte de mais uma noite
Imersa em sentimentos obscuros
E sonhos
Que não voltam mais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sobre: Escrevendo coisas novas no blog

Uma carta na brisa para meu terapeuta (ou será para meu amigo)

Os Cavaleiros do Zodíaco - Cavaleiros de Bronze