Pular para o conteúdo principal

Nada mais foi como antes

É isso, um pouco de conforto e acostumar com o novo teclado. Nada mais... deixar as palavras fluírem através dos dedos. Acho que já perdi o jeito, não sei mais como lidar com as coisas que ocorrem na minha cabeça. Como se os dedos estivessem enferrujados e não importa mais a caneta que eu use. As palavras não vem. 
Houve um tempo em que escrever, para mim, era como praticar magia. Eu fechava os olhos e rapidamente tudo estava lá, dançando em minha mente e esperando por uma folha em branco. Era bom, me sentia capaz de transformar qualquer coisa em realidade. Hoje me sinto só. Vagando pelo vazio das notas não preenchidas e do silêncio que envolve a nuance dos meus próprios sentimentos. Eu poderia jurar que ninguém é capaz de me entender. Nem mesmo eu. 
É como se os dias se passassem todos iguais e eu vejo as pessoas tentando alcançar alguma coisa.. Traço planos cada vez mais complexos para percorrer e ter um motivo para simplesmente não desistir, mas de repente eu paro no meio do caminho somente para perceber o quanto é inútil. O vazio vem de dentro e não importa o que eu faça ele permanece lá, à espreita. 
Os anos se passam, as vezes me assusto quando olho para trás e se passaram 10 longos e tristes anos. Tudo mudou, e mudou várias vezes ao longo desse tempo, mas algo que permaneceu intacto é a ausência que sinto. Aquela sensação de que não importa quantas léguas eu caminhe, não importa quantos sonhos eu tenha ou quantos lugares eu veja... não importa quantas pessoas chegam ou quantas vão embora, a ausência... ela permanece e cada dia mais ela está ali no seu canto, silenciosa, tão quieta que incomoda. Depois de um tempo tudo se tornou parte dela. Tudo veio, tudo se foi... Nada mais foi como antes. 
Eu sinto falta de uma vida normal. E por normal eu penso apenas em acordar todos os dias sem o sentimento de que qualquer conquista poderia ser simplesmente substituída. Como se nada tivesse um valor real pra mim, mesmo eu sendo muito apegada a alguns detalhes. Eu poderia dizer que corri atrás do vento por um longo tempo e, quando eu o encontrei eu sinto que nada adiantou. Não era isso que eu queria. É sufocante a sensação que não há nada em sua vida que o faria ficar além da incerteza. Talvez se eu acreditasse mesmo em um reencontro... por um minuto que fosse, eu já teria ido e seria tão mais fácil. Mas a incerteza me faz continuar correndo atrás do... tempo... 
O tempo, ele não é intrigante? Ele passa e passa e ao mesmo tempo parece tão parado e quieto e sombrio. Acho o tempo sombrio, envolto em seus mistérios, incapaz de voltar, mas sempre tão perto. Talvez ele volte, quando não estamos olhando, para capturar os momentos e as lembranças que deixamos para trás e, vez por outra estão aqui, tão presentes como um suspirar...
Eu estou cansada, me sinto tão cansada o tempo todo. Tão frustrada. Tão vazia e sem emoções reais... eu não tenho mais ninguém por quem eu lutaria e eu estou cansada de viver uma vida de faz de conta em que está sempre tudo bem.. sempre à superfície, sempre tudo tão estupidamente no lugar. Eu consegui tudo, mas eu só tenho ausência... ausência e uma inquietante e barulhenta solidão em minha mente. Eu estou tão cansada...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinema: Estreias Imperdíveis de 2014

Por: Carol Turck Não faz tanto tempo que o ano de 2014 começou e mesmo assim já temos uma lista enorme de excelentes filmes que já estrearam nos cinemas este ano, como O Lobo de Wall Street, A Menina que Roubava Livros, Trapaça e diversos outros. Mas como ainda temos vários meses pela frente, também ainda temos várias estreias imperdíveis para não nos fazer desgrudar da poltrona do cinema este ano. Confira abaixo alguns dos filmes mais aguardados e que você não pode perder: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2) A sequência do herói Homem-Aranha irá rechear a tela de vilões: Jamie Foxx será o principal deles, no papel de Electro, mas também Paul Giamatti, Dane DeHaan e Chris Cooper darão vida a Rhino, Duende Verde e Norman Osborn, respectivamente. A estreia será em 2 de maio. Godzilla O famoso lagarto gigante japonês está de volta ao cinema neste remake norte-americano. O elenco trará o premiado ator Brya

Top 10 - Guitarristas e suas Guitarras

Nenhum outro instrumento musical tem o poder de enlouquecer a cabeça de jovens quanto a guitarra. Aprimorada por Les Paul em 1940, quando criou um sistema de bobinas capaz de captar o som das cordas em um corpo sólido de madeira, a guitarra encontrou no rock n’ roll seu maior gênero e, desde os anos 1950, tem criado lendas do estilo e também do instrumento. Guitarristas como Jimi Hendrix, Tony Iommi, Jimmy Page, Eddie Van Halen, entre outros, eternizaram suas guitarras, fazendo marcas e modelos virarem verdadeiros ícones do rock, não só pela guitarra em si, mas pelo que foram, e alguns ainda são, capazes de fazer com elas. Dentre esses, escolhi os dez melhores guitarristas que, na minha opinião, são as melhores lendas do rock, junto com sua guitarra: 1º Jimi Hendrix 2º Edie Van Halen 3º Angus Young 4º Jimmy Page 5º Joe Satriane 6º Eric Clapton 7º  Steve Vai 8º Keith Richards 9º Les Paul 10º Kirk Hammet É claro que escolher ape

Continuum - Série (Ficção Científica)

Se tem algo que vira mania fácil fácil é seguir uma série na TV. Quando o assunto é interessante, logo nos pegamos inebriados por seu conteúdo e fuçando a internet, até chegar o dia da exibição do próximo capítulo, para procurar deduções à respeito. Quem é como eu, que não gosta de "baixar" os capítulos para assistir, e prefere aguardar as exibições legais (nada contra quem baixa), sabe do que estou falando. É quase uma tortura a ansiedade. No último dia 15, sexta feira, estreou no Canal Space , a série Continuum, que possui grande potencial para se tornar um sucesso imediato. A série canadense, que aborda o tema de ficção científica, foi produzida pela Reunion Pictures Inc. e está na 2ª temporada originalmente, no entanto, para o Brasil, estreou com elevada pontuação de IBOPE, somente este mês. A trama discorre sobre um grupo de terroristas do ano 2077 que, através da alta tecnologia, escapam da execução viajando no tempo para o ano de 2012. Acidentalmente, uma oficial da le