Pular para o conteúdo principal

Sobre afogar em mim mesma


Sobre afogar em mim mesma

Metas... metas e metas. O primeiro mês do ano já está acabando e tudo o que consigo sentir é que estou sufocada com minhas metas e resoluções. Pode ser porque criei planos agressivos? Pode! Pode ser porque meu trabalho me consome e eu não consigo lidar com as outras coisas no meu dia a dia? Pode! Pode ser porque eu foco mais em uma coisa do que em outra e acabo comprometendo meu cronograma? Pode! O fato é que eu não consigo manter o foco em minhas atividades e seguir numa constância com as decisões que eu tomei e, obvio, isso me causa um grande transtorno interno por não ser capaz sequer de cumprir minhas próprias intensões.
Não vou ficar perdendo tempo justificando, até porque se eu mesma defini minhas metas e já no primeiro mês do ano não estou conseguindo cumpri-las com determinação, não há justificativas. De repente eu preciso organizar todo meu cronograma (pela centésima vez) ajustar tudo o que está pendente e recomeçar e eu fico frustrada por não conseguir manter uma linearidade com meus objetivos.
Acho que grande parte disso é por uma mania intensa e incessante de querer controlar. Nossa! Nem eu me aguento com essa necessidade de controlar tudo e todos, de saber... saber cada detalhe, cada milímetro. Isso cansa. Minha mente tem andado saturada de coisas, problemas, trabalho, sentimentos, desejos, objetivos. Eu ainda nem sei por que raios precisamos ter objetivos.
O que eu sei é que eu estou cansada de mim. Estou cansada de tentar e tentar e ficar insistindo em aproveitar cada segundo e cumprir todos os requisitos. Estou cansada de controlar tudo, mas isso é tão intenso em mim que, se eu não tiver como controlar algo, eu sequer tenho qualquer ação sobre isso e, as vezes eu perco tanto tempo planejando e criando formas de controlar algo que quando termino eu estou tão cansada e exausta daquele assunto que todo “projeto” morre ali.
Nós vivemos na era da informação. É o que dizem! Hoje tem um status para tudo. Tem uma situação para tudo e de repente me vejo imersa em uma onda que não consigo controlar e que me consome, pois além de me deixar ansiosa e tensa, ainda literalmente come meu tempo. Isso me faz sentir culpada e estressada comigo mesma. Um bom exemplo, são as redes sociais. Quando se vê, já se passou uma hora e meia que se está rolando stories ou feed de Instagram, gerando desejo de comprar o que não precisa ou fazendo comparações com realidades que não nos pertence.
Eu tenho dificuldade de não estar no topo. Por mais que eu fale que não me importo com a opinião alheia, eu me importo sim e quero estar sempre certa. Quero ser a que faz mais coisas, quero ser a mais inteligente. Isso é tão fútil quanto possa soar porque é um modelo de vida insustentável. Chega um ponto que as coisas acumuladas começam a tomar conta e tudo o que fica são planos frustrados e promessas vazias.
A verdade é que eu me afogo em meus próprios dogmas e métodos e mesmo afundando e me apego a eles de tal forma que a única saída é ir cada vez mais fundo, tão fundo que fica impossível sobreviver a mim mesma.
De repente, eu só quero parar de tentar...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinema: Estreias Imperdíveis de 2014

Por: Carol Turck Não faz tanto tempo que o ano de 2014 começou e mesmo assim já temos uma lista enorme de excelentes filmes que já estrearam nos cinemas este ano, como O Lobo de Wall Street, A Menina que Roubava Livros, Trapaça e diversos outros. Mas como ainda temos vários meses pela frente, também ainda temos várias estreias imperdíveis para não nos fazer desgrudar da poltrona do cinema este ano. Confira abaixo alguns dos filmes mais aguardados e que você não pode perder: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2) A sequência do herói Homem-Aranha irá rechear a tela de vilões: Jamie Foxx será o principal deles, no papel de Electro, mas também Paul Giamatti, Dane DeHaan e Chris Cooper darão vida a Rhino, Duende Verde e Norman Osborn, respectivamente. A estreia será em 2 de maio. Godzilla O famoso lagarto gigante japonês está de volta ao cinema neste remake norte-americano. O elenco trará o premiado ator Brya

Top 10 - Guitarristas e suas Guitarras

Nenhum outro instrumento musical tem o poder de enlouquecer a cabeça de jovens quanto a guitarra. Aprimorada por Les Paul em 1940, quando criou um sistema de bobinas capaz de captar o som das cordas em um corpo sólido de madeira, a guitarra encontrou no rock n’ roll seu maior gênero e, desde os anos 1950, tem criado lendas do estilo e também do instrumento. Guitarristas como Jimi Hendrix, Tony Iommi, Jimmy Page, Eddie Van Halen, entre outros, eternizaram suas guitarras, fazendo marcas e modelos virarem verdadeiros ícones do rock, não só pela guitarra em si, mas pelo que foram, e alguns ainda são, capazes de fazer com elas. Dentre esses, escolhi os dez melhores guitarristas que, na minha opinião, são as melhores lendas do rock, junto com sua guitarra: 1º Jimi Hendrix 2º Edie Van Halen 3º Angus Young 4º Jimmy Page 5º Joe Satriane 6º Eric Clapton 7º  Steve Vai 8º Keith Richards 9º Les Paul 10º Kirk Hammet É claro que escolher ape

Continuum - Série (Ficção Científica)

Se tem algo que vira mania fácil fácil é seguir uma série na TV. Quando o assunto é interessante, logo nos pegamos inebriados por seu conteúdo e fuçando a internet, até chegar o dia da exibição do próximo capítulo, para procurar deduções à respeito. Quem é como eu, que não gosta de "baixar" os capítulos para assistir, e prefere aguardar as exibições legais (nada contra quem baixa), sabe do que estou falando. É quase uma tortura a ansiedade. No último dia 15, sexta feira, estreou no Canal Space , a série Continuum, que possui grande potencial para se tornar um sucesso imediato. A série canadense, que aborda o tema de ficção científica, foi produzida pela Reunion Pictures Inc. e está na 2ª temporada originalmente, no entanto, para o Brasil, estreou com elevada pontuação de IBOPE, somente este mês. A trama discorre sobre um grupo de terroristas do ano 2077 que, através da alta tecnologia, escapam da execução viajando no tempo para o ano de 2012. Acidentalmente, uma oficial da le