e tem sido sempre...

e tem sido sempre...

Hoje meu silêncio entoa nas canções, 
aquelas que não ouço mais com sua voz. 
Só as lembranças de cada acorde 
são suficientes para afogar meus olhos 
na saudade que sinto do seu sorriso, 
na vontade de ter você aqui comigo 
em tons suaves de cinza e melodia clara.
Hoje meus versos voam por pensamentos, 
que guardo no recôndito da minha solidão. 
E o gorjear dos pássaros tem o mesmo gosto urze 
do beijo que ficou perdido na despedida... 
o adeus eterno, 
cruel de mais para ser medido em palavras 
e devaneios desconexos.
Hoje eu sinto falta de você 
e tem sido sempre...

Postar um comentário

0 Comentários