Pular para o conteúdo principal

Afinal, não somos árvores!

Afinal, não somos árvores!
E se um dia você abrisse os olhos e tivesse diante de você uma tela com todos os momentos, bons e ruins, de sua vida, desenhados como um fluxograma e mostrando como cada decisão que você tomou, da mais simples às mais complexas, influenciaram diretamente no curso da sua história?
É aquele velho papo de você é responsável pelas decisões que você toma e só depende de você e tal. Mas olhando para este mesmo fluxograma, com certeza houve momentos em que as suas decisões foram diretamente influenciadas por pessoas à sua volta. Seria justo que essas também fossem atribuídas a nós?
Uma vez minha mãe fez com eu tirasse uma foto com meus irmãos e o papai noel. E eu não queria tirar essa foto porque eu sabia que o papai noel era meu tio disfarçado (nem tão disfarçado assim) e eu era uma criança chata e pronto. Claro que eu fiquei com uma cara de c* na foto, mostrando claramente que aquela decisão não era minha. Algumas coisas são de fato assim, principalmente quando a gente é criança e tem mães que gostam de fotos de natal. Mas uma vez que tomamos as rédeas de nossas decisões, gostamos de continuar creditando a 'culpa' por cada uma delas no acaso. "Mas eu não tive escolha" dizemos...
Não tive escolha quando precisei estourar o limite do meu cartão de crédito ferrando toda minha vida financeira, não tive escolha quando escolhi um curso nada a ver comigo porque ele é o que está em alta no mercado, ou porque era o único que tinha na minha cidade, não tive escolha quando aceitei um emprego que me deixa maluca, afinal os boletos chegam, e também não tive escolha sobre os boletos que iriam chegar... É uma leva de "não tive escolha" que de fato eu me surpreendi de haver um movimento que chama "Eu escolhi esperar"...chega a ser bizarro, mas isso é outro assunto.
Acontece que viver é como jogar Super Mário World pela primeira vez. Você não sabe o que as bolhas verde da morte fazem, até tentar pegá-las e morrer! Cada caminho que você escolhe e cada cano (atalho) que você pega, pode te levar há um fluxo diferente, mesmo que lá na frente, todos se convergem. Você precisa ir. A diferença é que, ao contrário do Super Mário, você não tem a opção de resetar a vida e começar de novo, porque descobriu formas mais fáceis e lucrativas de passar de fase, ganhar vidas e conseguir moedas. Abrindo um parentese aqui, eu acho um gênio quem colocou no jogo que se acumular moedas você ganha vidas, um grande e verdadeiro paradigma com a vida real.
Um dia você acorda, se olha no espelho e enxerga em seus próprios olhos o peso de tudo aquilo que te moldou e formou sua personalidade. Um dia, de uma forma ou de outra você olha para trás e pensa em todos os pontos que poderiam ser diferentes e em todos os erros que gostaria de não ter cometido. A máxima aqui é que em muitos dos casos você pode pegar todo esse sentimento e essa experiência de analisar suas próprias decisões e aprender com cada uma delas e isso é mágico, gera uma cumplicidade e uma empatia com você e com o próximo capaz de te tornar mais forte.
Não existe nenhum fluxograma. Ninguém vai desenhar todo o caminho que você traçou em sua vida até agora nem dizer onde foi os pontos crucias de suas decisões. Mas nada impede que você o faça por você mesmo, principalmente para entender os vários porquês que pairam em sua mente a cada dia. Reconhecer que você é sim responsável pelo que você se tornou, reconhecer que não são as circunstâncias que te moldam, mas o que você decide fazer com cada situação é que dita se hoje você é um vencedor. Hoje, porque amanhã o jogo simplesmente recomeça e você tem outra chance de mudar tudo outra vez. Afinal, não somos árvores!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinema: Estreias Imperdíveis de 2014

Por: Carol Turck Não faz tanto tempo que o ano de 2014 começou e mesmo assim já temos uma lista enorme de excelentes filmes que já estrearam nos cinemas este ano, como O Lobo de Wall Street, A Menina que Roubava Livros, Trapaça e diversos outros. Mas como ainda temos vários meses pela frente, também ainda temos várias estreias imperdíveis para não nos fazer desgrudar da poltrona do cinema este ano. Confira abaixo alguns dos filmes mais aguardados e que você não pode perder: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2) A sequência do herói Homem-Aranha irá rechear a tela de vilões: Jamie Foxx será o principal deles, no papel de Electro, mas também Paul Giamatti, Dane DeHaan e Chris Cooper darão vida a Rhino, Duende Verde e Norman Osborn, respectivamente. A estreia será em 2 de maio. Godzilla O famoso lagarto gigante japonês está de volta ao cinema neste remake norte-americano. O elenco trará o premiado ator Brya

Top 10 - Guitarristas e suas Guitarras

Nenhum outro instrumento musical tem o poder de enlouquecer a cabeça de jovens quanto a guitarra. Aprimorada por Les Paul em 1940, quando criou um sistema de bobinas capaz de captar o som das cordas em um corpo sólido de madeira, a guitarra encontrou no rock n’ roll seu maior gênero e, desde os anos 1950, tem criado lendas do estilo e também do instrumento. Guitarristas como Jimi Hendrix, Tony Iommi, Jimmy Page, Eddie Van Halen, entre outros, eternizaram suas guitarras, fazendo marcas e modelos virarem verdadeiros ícones do rock, não só pela guitarra em si, mas pelo que foram, e alguns ainda são, capazes de fazer com elas. Dentre esses, escolhi os dez melhores guitarristas que, na minha opinião, são as melhores lendas do rock, junto com sua guitarra: 1º Jimi Hendrix 2º Edie Van Halen 3º Angus Young 4º Jimmy Page 5º Joe Satriane 6º Eric Clapton 7º  Steve Vai 8º Keith Richards 9º Les Paul 10º Kirk Hammet É claro que escolher ape

Continuum - Série (Ficção Científica)

Se tem algo que vira mania fácil fácil é seguir uma série na TV. Quando o assunto é interessante, logo nos pegamos inebriados por seu conteúdo e fuçando a internet, até chegar o dia da exibição do próximo capítulo, para procurar deduções à respeito. Quem é como eu, que não gosta de "baixar" os capítulos para assistir, e prefere aguardar as exibições legais (nada contra quem baixa), sabe do que estou falando. É quase uma tortura a ansiedade. No último dia 15, sexta feira, estreou no Canal Space , a série Continuum, que possui grande potencial para se tornar um sucesso imediato. A série canadense, que aborda o tema de ficção científica, foi produzida pela Reunion Pictures Inc. e está na 2ª temporada originalmente, no entanto, para o Brasil, estreou com elevada pontuação de IBOPE, somente este mês. A trama discorre sobre um grupo de terroristas do ano 2077 que, através da alta tecnologia, escapam da execução viajando no tempo para o ano de 2012. Acidentalmente, uma oficial da le