Pular para o conteúdo principal

Palavras rasas sobre relações rasas.

Se tem uma coisa que me deixa pra baixo, são os relacionamentos rasos. Eu sempre fui uma pessoa de extremos, ou é, ou não é. Ou está ou não não está. Meio termos, em meu conceito, não é mais que um dos disfarces da indecisão.
Claro, pensar assim já me trouxe vários problemas e, vez por outra eu engulo tudo o que penso, ou acho, apenas para evitá-los, afinal eu posso estar errada e, convenhamos, ninguém gosta de estar errado.
Cada dia mais tenho buscado a ouvir mais, a entender os pontos de vista e as situações alheias antes de decretar a minha vil sentença. Tenho aprendido, mas isso não é do dia para noite, ainda me pego lidando mentalmente com meu antigo eu, com pensamentos e, até mesmo, atitudes que repudio. E, embora em passos lentos, muitas vezes contra minha vontade, procuro refletir e pontuar meus erros e como isso afeta as pessoas à minha volta.
Mas, voltando aos relacionamentos, rasos, eu me pergunto muito porque não consigo manter um estado morno com as pessoas. Não seria de todo ruim, talvez até tivesse uma coleção maior de amigos e aprendesse ainda mais com a diversidade, mas a verdade é que morno, pra mim não serve nem para temperatura do chuveiro. Coisas mornas tende à esfriar rápido e, nesse caso, ou deixa esfriar de vez, ou será preciso de um reaquecimento. Quando chego a este ponto, eu começo, mesmo que inconscientemente (ou nem tanto) a me afastar. Travo reviravoltas imensas em minha mente, mas que quase sempre termina com um mero 'ok', ou nem isso. Eu espero que o esforço venha, e se eu me afastar não causa impacto, então eu dou mais um passo atrás, mais outro e outro, até estar completamente distante. Eu também me afasto, assim como vejo as pessoas se afastarem, pouco a pouco, como o calor esvaindo de uma xícara de café. Uma atitude aqui, uma  palavra mal dita ali, um comportamento indiferente acolá e de repente ninguém sabe mais onde tudo se perdeu. Como uma brisa que passa sorrateira, como um silêncio que se instala confortável... "Quando se vê, já são seis horas", dizia o poeta... e aquilo que dizias ser eterno, ficou esquecido no tempo...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cinema: Estreias Imperdíveis de 2014

Por: Carol Turck Não faz tanto tempo que o ano de 2014 começou e mesmo assim já temos uma lista enorme de excelentes filmes que já estrearam nos cinemas este ano, como O Lobo de Wall Street, A Menina que Roubava Livros, Trapaça e diversos outros. Mas como ainda temos vários meses pela frente, também ainda temos várias estreias imperdíveis para não nos fazer desgrudar da poltrona do cinema este ano. Confira abaixo alguns dos filmes mais aguardados e que você não pode perder: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2) A sequência do herói Homem-Aranha irá rechear a tela de vilões: Jamie Foxx será o principal deles, no papel de Electro, mas também Paul Giamatti, Dane DeHaan e Chris Cooper darão vida a Rhino, Duende Verde e Norman Osborn, respectivamente. A estreia será em 2 de maio. Godzilla O famoso lagarto gigante japonês está de volta ao cinema neste remake norte-americano. O elenco trará o premiado ator Brya

Top 10 - Guitarristas e suas Guitarras

Nenhum outro instrumento musical tem o poder de enlouquecer a cabeça de jovens quanto a guitarra. Aprimorada por Les Paul em 1940, quando criou um sistema de bobinas capaz de captar o som das cordas em um corpo sólido de madeira, a guitarra encontrou no rock n’ roll seu maior gênero e, desde os anos 1950, tem criado lendas do estilo e também do instrumento. Guitarristas como Jimi Hendrix, Tony Iommi, Jimmy Page, Eddie Van Halen, entre outros, eternizaram suas guitarras, fazendo marcas e modelos virarem verdadeiros ícones do rock, não só pela guitarra em si, mas pelo que foram, e alguns ainda são, capazes de fazer com elas. Dentre esses, escolhi os dez melhores guitarristas que, na minha opinião, são as melhores lendas do rock, junto com sua guitarra: 1º Jimi Hendrix 2º Edie Van Halen 3º Angus Young 4º Jimmy Page 5º Joe Satriane 6º Eric Clapton 7º  Steve Vai 8º Keith Richards 9º Les Paul 10º Kirk Hammet É claro que escolher ape

Continuum - Série (Ficção Científica)

Se tem algo que vira mania fácil fácil é seguir uma série na TV. Quando o assunto é interessante, logo nos pegamos inebriados por seu conteúdo e fuçando a internet, até chegar o dia da exibição do próximo capítulo, para procurar deduções à respeito. Quem é como eu, que não gosta de "baixar" os capítulos para assistir, e prefere aguardar as exibições legais (nada contra quem baixa), sabe do que estou falando. É quase uma tortura a ansiedade. No último dia 15, sexta feira, estreou no Canal Space , a série Continuum, que possui grande potencial para se tornar um sucesso imediato. A série canadense, que aborda o tema de ficção científica, foi produzida pela Reunion Pictures Inc. e está na 2ª temporada originalmente, no entanto, para o Brasil, estreou com elevada pontuação de IBOPE, somente este mês. A trama discorre sobre um grupo de terroristas do ano 2077 que, através da alta tecnologia, escapam da execução viajando no tempo para o ano de 2012. Acidentalmente, uma oficial da le