Pular para o conteúdo principal

Gravidade - Filme


Nossa, como tenho sentido falta desse meu espaço, todos os dias. Sei que estou em falta com meus amigos e leitores, há vários dias sem nenhuma novidade. Desculpo-me, portanto, por isso e estou tentando me disciplinar para manter o ritmo de postagens que vinha seguindo. 

Bom, chega de desculpas e vamos falar de cinema!

Acredito que todos já viram um filme de ficção científica, aqueles ligados com a ciência, real e, principalmente, imaginária. Contando histórias do futuro e o impacto de fatos, no contexto da trama, sobre a humanidade. O filme Gravidade, que estreou em outubro, é um bom exemplo desse gênero. Estrelado por Sandra Bullock e George Clooney, o filme tem agradado o público e arrancado notas positivas dos críticos. 

Gravidade narra a história de "Matt Kowalski (George Clooney) um astronauta experiente que está em missão de conserto ao telescópio Hubble juntamente com a doutora Ryan Stone (Sandra Bullock). Ambos são surpreendidos por uma chuva de destroços decorrente da destruição de um satélite por um míssil russo, que faz com que sejam jogados no espaço sideral. Sem qualquer apoio da base terrestre da NASA, eles precisam encontrar um meio de sobreviver em meio a um ambiente completamente inóspito para a vida humana".

O filme foi produzido pela Warner com um orçamento de cem milhões de dólares, justificados, principalmente, pela quantidade de efeitos especias e simulação do espaço. No entanto, apenas na semana de estreia, somente no Brasil, o filme arrecadou cerca de 18 milhões de dólares em bilheterias.

Particularmente, para eu gostar de um filme de ficção científica, ele deve, no mínimo, ter alguma chance de comparação com a realidade. Acho que os produtores desse gênero pecam de mais por exagero. Alfonso Cuarón, que possui um belo acervo cinematográfico em seu nome, dirigiu com veemência o filme Gravidade, no entanto, alguns detalhes fugiram-lhe à percepção e, ao que parece, da maioria dos críticos também. Em uma série de comentários publicados no Twitter, Tyson - que também declarou ter gostado muito do filme - destacou vários erros. Por exemplo, ele observou que o telescópio Hubble (que orbita 560 km acima do nível do mar), a Estação Espacial Internacional (400 km acima do nível do mar) e a estação espacial chinesa jamais poderiam ser vistas juntas. Além disso, a maioria dos satélites orbita do oeste para o leste. No filme, porém, destroços de satélites são vistos flutuando do leste para o oeste. 

Enfim, para pessoas detalhistas, como eu, uma produção é algo além de uma simples representação de uma história, no caso, como a intenção era passar uma imagem de verossimilidade científica, detalhes fazem toda diferença. No mais, o contexto da narrativa é muito bem elaborado e o elenco bem escolhido para interpretar a trama. (Recomendo)

Comentários

  1. Eu não assisti ainda, e apesar de não gostar muito do gênero ficção científica, me chamou atenção o trailler deste filme e agora com sua resenha fiquei ainda mais curiosa! Eba, você voltou! :) Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Marcela!
    Em primeiro lugar, obrigado pela força lá no Dando Pitacos. Troquei a imagem e o link do "Coisas" que havia postado no meu blog. Espero poder ajudar no seu trabalho.

    Quanto ao "Gravidade", acredite, desde garoto sou um apaixonado por ficção científica, desde, é claro, que ela guarde alguma semelhança com a realidade ou o futuro dela. Infelizmente, ainda não tive a oportunidade de ver o filme, mas vou vê-lo, com certeza, até porque sou fã incondicional da Sandra Bullock e do George Clooney.
    Um grande abraço do amigo virtual que lhe deseja muito sucesso...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Todos os comentários são de responsabilidade individual e não representam a opinião da autora do blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Cinema: Estreias Imperdíveis de 2014

Por: Carol Turck Não faz tanto tempo que o ano de 2014 começou e mesmo assim já temos uma lista enorme de excelentes filmes que já estrearam nos cinemas este ano, como O Lobo de Wall Street, A Menina que Roubava Livros, Trapaça e diversos outros. Mas como ainda temos vários meses pela frente, também ainda temos várias estreias imperdíveis para não nos fazer desgrudar da poltrona do cinema este ano. Confira abaixo alguns dos filmes mais aguardados e que você não pode perder: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2) A sequência do herói Homem-Aranha irá rechear a tela de vilões: Jamie Foxx será o principal deles, no papel de Electro, mas também Paul Giamatti, Dane DeHaan e Chris Cooper darão vida a Rhino, Duende Verde e Norman Osborn, respectivamente. A estreia será em 2 de maio. Godzilla O famoso lagarto gigante japonês está de volta ao cinema neste remake norte-americano. O elenco trará o premiado ator Brya

Top 10 - Guitarristas e suas Guitarras

Nenhum outro instrumento musical tem o poder de enlouquecer a cabeça de jovens quanto a guitarra. Aprimorada por Les Paul em 1940, quando criou um sistema de bobinas capaz de captar o som das cordas em um corpo sólido de madeira, a guitarra encontrou no rock n’ roll seu maior gênero e, desde os anos 1950, tem criado lendas do estilo e também do instrumento. Guitarristas como Jimi Hendrix, Tony Iommi, Jimmy Page, Eddie Van Halen, entre outros, eternizaram suas guitarras, fazendo marcas e modelos virarem verdadeiros ícones do rock, não só pela guitarra em si, mas pelo que foram, e alguns ainda são, capazes de fazer com elas. Dentre esses, escolhi os dez melhores guitarristas que, na minha opinião, são as melhores lendas do rock, junto com sua guitarra: 1º Jimi Hendrix 2º Edie Van Halen 3º Angus Young 4º Jimmy Page 5º Joe Satriane 6º Eric Clapton 7º  Steve Vai 8º Keith Richards 9º Les Paul 10º Kirk Hammet É claro que escolher ape

Continuum - Série (Ficção Científica)

Se tem algo que vira mania fácil fácil é seguir uma série na TV. Quando o assunto é interessante, logo nos pegamos inebriados por seu conteúdo e fuçando a internet, até chegar o dia da exibição do próximo capítulo, para procurar deduções à respeito. Quem é como eu, que não gosta de "baixar" os capítulos para assistir, e prefere aguardar as exibições legais (nada contra quem baixa), sabe do que estou falando. É quase uma tortura a ansiedade. No último dia 15, sexta feira, estreou no Canal Space , a série Continuum, que possui grande potencial para se tornar um sucesso imediato. A série canadense, que aborda o tema de ficção científica, foi produzida pela Reunion Pictures Inc. e está na 2ª temporada originalmente, no entanto, para o Brasil, estreou com elevada pontuação de IBOPE, somente este mês. A trama discorre sobre um grupo de terroristas do ano 2077 que, através da alta tecnologia, escapam da execução viajando no tempo para o ano de 2012. Acidentalmente, uma oficial da le