Pular para o conteúdo principal

Música: o antes e o agora

Música: o antes e o agora
A década de 80 é considerada a década da música. Também não é por menos... nesse período surgiram grandes composições que hoje dão sentido às canções tanto do mercado internacional quanto no nacional. Infelizmente não tive a honra de viver esse tempo, já que nasci em... bom, por alguns desses anos aí... mas hoje a maioria das músicas que ouço surgiram aí. De lá pra cá a música começou numa decadência, lenta no início, salvando muito da década de 90, alguma coisa do ano 2000 e... infelizmente chegando ao nível atual.
O que me encanta nas músicas antigas (me senti muito velha agora) é que, apesar dos arranjos simplificados e da pouca tecnologia emergente, a harmonia era fascinante, os tons soavam reais e a poesia... ah! quanta poesia linda! As letras eram mais precisas, completas e bem escritas, respeitando a leveza da gramática de forma encantadora, misturando a suavidade dos sons com a letras que faziam sentido e, no fundo, expressam sentimentos comuns e sinceros. 
Quem nunca se emocionou ouvindo Aquarela, de Toquinho, ou cantando Alegria Alegria de Caetano? Quem nunca curtiu Dire Straits, ou, apesar das letras desconexas, não se empolga com os Beatles? O que dizer de Legião Urbana, Bee Gees, Raul, Creedence, Tim Maia, ... e várias outras bandas com estilo próprio que conquistaram um público imenso seja pela simplicidade de suas canções, seja pela irreverência de suas letras ou pelo contexto de suas poesias.
A grande diferença daquela para esta época é o imediatismo. Hoje, poucas bandas que fazem parte do mercado escrevem pensando na música em si (bem poucas mesmo) e visam exclusivamente o barulho e o lucro que pode ter com o sucesso. Quase ninguém pensa em espalhar cultura, em educar pela música em cantar histórias... querem aparecer e nada mais. Isso vale, inclusive, para muitas bandas que eram realmente boas nos anos 80 e 90, antes de se contaminarem com essa miscigenação absurda. 
Particularmente, eu não sou contra a diferença de ritmos. Acho interessante até, ter vários tons, agradando vários gostos, apesar de ter minhas escolhas particulares. O que me incomoda é a salada que fazem. Não respeitam as notas, não respeitam as sinfonias... um mesmo cantor ou banda quer, de repente, agradar a todos os públicos e misturam vários estilos para criar um ritmo próprio e, por fim, descaracterizado. A música brasileira é de uma diversidade encantadora, tem rock, pop, punk, samba, bossa nova, sertanejo, rap e mpb. Esses estilos eram bem representados em sua categoria por nomes marcantes, mas de repente começaram a misturar samba com "alguma coisa" e criar o axé, misturaram axé com "não sei o que" e criaram o funk, mesclaram o sertanejo com "nada que presta" e surgiu o sertanejo universitário e por ai vai... nossa música perdeu a classe, perdeu a popularidade e, sobretudo, perdeu a essência. 
Como amante e estudante de tecnologia é um absurdo o que vou afirmar, mas é certo que em alguns aspectos a tecnologia não trouxe a evolução e sim o retrocesso. Tentaram implementar o que era bom e, atualmente, é difícil encontrar um álbum que valha a pena ser ouvido do início ao fim e incluo nessa bandas de rock que eu sou super fã. "O mundo está ao contrário e ninguém reparou", já dizia Cássia Eller, e a praga da ostentação contaminou essa forma de arte que dava voz aos sonhos...

Para acompanhar, nada melhor que Lenine com uma das poesias mais lindas do país:

Comentários

  1. Nossa, você falou tudo, a música decaiu demais de uns anos para cá, e a tecnologia não tem ajudado em nada. Os cantores não escrevem mais músicas que vem do coração, mas sim visando lucro e fama. Eu ainda escuto bastante Titãs, Legião Urbana, Chico Buarque, Arnaldo Antunes, e acho tão linda as composições cheias de sentimentos e coisas para pensar. Uma pena que o cenário musical esteja tão deteriorado.
    Adorei seu post. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Tive a sorte de viver a década de 80! Curti desde Balão Mágico a Legião Urbana! Tb gosto de mta coisa dos anos 90, mas de 2000 pra cá... pouca coisa me interessa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Todos os comentários são de responsabilidade individual e não representam a opinião da autora do blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Cinema: Estreias Imperdíveis de 2014

Por: Carol Turck Não faz tanto tempo que o ano de 2014 começou e mesmo assim já temos uma lista enorme de excelentes filmes que já estrearam nos cinemas este ano, como O Lobo de Wall Street, A Menina que Roubava Livros, Trapaça e diversos outros. Mas como ainda temos vários meses pela frente, também ainda temos várias estreias imperdíveis para não nos fazer desgrudar da poltrona do cinema este ano. Confira abaixo alguns dos filmes mais aguardados e que você não pode perder: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2) A sequência do herói Homem-Aranha irá rechear a tela de vilões: Jamie Foxx será o principal deles, no papel de Electro, mas também Paul Giamatti, Dane DeHaan e Chris Cooper darão vida a Rhino, Duende Verde e Norman Osborn, respectivamente. A estreia será em 2 de maio. Godzilla O famoso lagarto gigante japonês está de volta ao cinema neste remake norte-americano. O elenco trará o premiado ator Brya

Top 10 - Guitarristas e suas Guitarras

Nenhum outro instrumento musical tem o poder de enlouquecer a cabeça de jovens quanto a guitarra. Aprimorada por Les Paul em 1940, quando criou um sistema de bobinas capaz de captar o som das cordas em um corpo sólido de madeira, a guitarra encontrou no rock n’ roll seu maior gênero e, desde os anos 1950, tem criado lendas do estilo e também do instrumento. Guitarristas como Jimi Hendrix, Tony Iommi, Jimmy Page, Eddie Van Halen, entre outros, eternizaram suas guitarras, fazendo marcas e modelos virarem verdadeiros ícones do rock, não só pela guitarra em si, mas pelo que foram, e alguns ainda são, capazes de fazer com elas. Dentre esses, escolhi os dez melhores guitarristas que, na minha opinião, são as melhores lendas do rock, junto com sua guitarra: 1º Jimi Hendrix 2º Edie Van Halen 3º Angus Young 4º Jimmy Page 5º Joe Satriane 6º Eric Clapton 7º  Steve Vai 8º Keith Richards 9º Les Paul 10º Kirk Hammet É claro que escolher ape

Continuum - Série (Ficção Científica)

Se tem algo que vira mania fácil fácil é seguir uma série na TV. Quando o assunto é interessante, logo nos pegamos inebriados por seu conteúdo e fuçando a internet, até chegar o dia da exibição do próximo capítulo, para procurar deduções à respeito. Quem é como eu, que não gosta de "baixar" os capítulos para assistir, e prefere aguardar as exibições legais (nada contra quem baixa), sabe do que estou falando. É quase uma tortura a ansiedade. No último dia 15, sexta feira, estreou no Canal Space , a série Continuum, que possui grande potencial para se tornar um sucesso imediato. A série canadense, que aborda o tema de ficção científica, foi produzida pela Reunion Pictures Inc. e está na 2ª temporada originalmente, no entanto, para o Brasil, estreou com elevada pontuação de IBOPE, somente este mês. A trama discorre sobre um grupo de terroristas do ano 2077 que, através da alta tecnologia, escapam da execução viajando no tempo para o ano de 2012. Acidentalmente, uma oficial da le