Pular para o conteúdo principal

Faroeste Cabloco - Filme

Se tem algo que, na medida do possível, eu sempre fiz, foi valorizar a cultura brasileira. E quando eu digo "na medida do possível" é que, por mais que eu seja a favor de dar ao país as devidas honras e não ficar pontuando a arte e cultura internacional, eu preciso respeitar meus gostos e valores pessoais antes disso. Nesse contexto, eu afirmo que o cinema nacional vem ganhando destaque, sim, até mesmo em festivais internacionais.
A cinematografia brasileira mudou o foco e parou de produzir apenas comédias pornográficas baseadas nos programas humorísticos da Globo, ou filmes da Xuxa, para enquadrar histórias cativantes como "Assalto ao Banco Central", "Tropa de Elite", "A Busca", "O Palhaço", entre outros... que são filmes que realmente mostra a cultura do país. 
É verdade que sempre tive aquele "pé atrás" em ir no cinema assistir um filme nacional, mas eu seria hipóctra em dizer que apoio a cultura do país mas não pago por ela. Portanto, sempre que posso, assisto, pelo menos um, título brasileiro. E nessa semana resolvi assistir o aclamado "Faroeste Cabloco", dirigido por Renê Sampaio e inspirado no sucesso homônimo da banda Legião Urbana. 
Já na segunda semana de estreia, o filme alcançou a marca de 1 milhão de espectadores, o que é algo bem considerado para o país, mas depois de assistir, a crítica à trama é bem negativada. Estrelado pela linda Ísis Valverde e Fabrício Boliveira o roteiro não retrata a história literal imaginada por Renato Russo, apesar de conter cenas específicas da canção, a referencia é muito vaga, apesar de René Sampaio imprimir um clima de faroeste em todo o longa, usando com frequência paisagens áridas e poeirentas para ambientar a trajetória de Santo Cristo, aliado à fotografia inspirada de Gustavo Hadba, a ideia por trás da história é bem imprecisa. Fabrício Boliveira, por exemplo, não atuou com a mesma graciosidade de Ísis Valverde e até mesmo Felipe Abib, como Jeremias, se sobressaiu em seu papel, mostrando mais afinidade com o personagem que o protagonista.
Enfim, quem esperava uma dramatização a la Renato Russo, como eu, se decepcionou um pouco com o enredo e, apesar das cenas fortes e marcantes que permeiam a trama, o filme deixou um gostinho de insatisfação. 
Cena do filme Faroeste Cabloco.

Comentários

  1. Boa resenha, eu estou muito afim de assistir (apesar de já saber o começo, meio e fim da história)
    Espero que seja melhor que somos tão jovens!
    OBRIGADO PELA VISITA, PODE VOLTAR MAIS VEZES NO MEU BLOG POr QUE O RETORNO É GARANTIDO :)
    *Eu já te seguia desde o começo do ano

    ResponderExcluir
  2. Ainda não consegui ver, espero q não saia tão cedo de cartaz.

    ResponderExcluir
  3. O cinema brasileiro outrora um lixo evoluiu muito e tem apresentado bons filmes.
    Eu perdi o preconceito em relação a nacionalidade, mas eu também respeito meus gostos e valores pessoais.

    Obrigado por ter ido a festa de aniversário do H. E. e O. P.
    Volte sempre.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Todos os comentários são de responsabilidade individual e não representam a opinião da autora do blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Cinema: Estreias Imperdíveis de 2014

Por: Carol Turck Não faz tanto tempo que o ano de 2014 começou e mesmo assim já temos uma lista enorme de excelentes filmes que já estrearam nos cinemas este ano, como O Lobo de Wall Street, A Menina que Roubava Livros, Trapaça e diversos outros. Mas como ainda temos vários meses pela frente, também ainda temos várias estreias imperdíveis para não nos fazer desgrudar da poltrona do cinema este ano. Confira abaixo alguns dos filmes mais aguardados e que você não pode perder: O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2) A sequência do herói Homem-Aranha irá rechear a tela de vilões: Jamie Foxx será o principal deles, no papel de Electro, mas também Paul Giamatti, Dane DeHaan e Chris Cooper darão vida a Rhino, Duende Verde e Norman Osborn, respectivamente. A estreia será em 2 de maio. Godzilla O famoso lagarto gigante japonês está de volta ao cinema neste remake norte-americano. O elenco trará o premiado ator Brya

Top 10 - Guitarristas e suas Guitarras

Nenhum outro instrumento musical tem o poder de enlouquecer a cabeça de jovens quanto a guitarra. Aprimorada por Les Paul em 1940, quando criou um sistema de bobinas capaz de captar o som das cordas em um corpo sólido de madeira, a guitarra encontrou no rock n’ roll seu maior gênero e, desde os anos 1950, tem criado lendas do estilo e também do instrumento. Guitarristas como Jimi Hendrix, Tony Iommi, Jimmy Page, Eddie Van Halen, entre outros, eternizaram suas guitarras, fazendo marcas e modelos virarem verdadeiros ícones do rock, não só pela guitarra em si, mas pelo que foram, e alguns ainda são, capazes de fazer com elas. Dentre esses, escolhi os dez melhores guitarristas que, na minha opinião, são as melhores lendas do rock, junto com sua guitarra: 1º Jimi Hendrix 2º Edie Van Halen 3º Angus Young 4º Jimmy Page 5º Joe Satriane 6º Eric Clapton 7º  Steve Vai 8º Keith Richards 9º Les Paul 10º Kirk Hammet É claro que escolher ape

Continuum - Série (Ficção Científica)

Se tem algo que vira mania fácil fácil é seguir uma série na TV. Quando o assunto é interessante, logo nos pegamos inebriados por seu conteúdo e fuçando a internet, até chegar o dia da exibição do próximo capítulo, para procurar deduções à respeito. Quem é como eu, que não gosta de "baixar" os capítulos para assistir, e prefere aguardar as exibições legais (nada contra quem baixa), sabe do que estou falando. É quase uma tortura a ansiedade. No último dia 15, sexta feira, estreou no Canal Space , a série Continuum, que possui grande potencial para se tornar um sucesso imediato. A série canadense, que aborda o tema de ficção científica, foi produzida pela Reunion Pictures Inc. e está na 2ª temporada originalmente, no entanto, para o Brasil, estreou com elevada pontuação de IBOPE, somente este mês. A trama discorre sobre um grupo de terroristas do ano 2077 que, através da alta tecnologia, escapam da execução viajando no tempo para o ano de 2012. Acidentalmente, uma oficial da le